terça-feira, 16 de agosto de 2011

JARDIM DO ÉDEM EGOBEKLI TEPE







O escriba Valdemir Mota de Menezes leu esta matéria e concorda que exista fortes indícios que neste local tenha existido o Jardim do Éden, sõ não confio no sistema de datação. Não tenho a menor dúvida que Deus criou o homem plenamente perfeito. Não houve processo de evolução, nem mesmo evolução dirigida, como sustentam alguns teólogos incrédulos.

http://www.idagospel.com/2010/11/
descoberto-o-local-exato-do-jardim-do.html


DESCOBERTO O LOCAL EXATO DO JARDIM DO ÉDEM


No livro de Gênesis (2.4-15), encontramos a referência exata onde está localizado o Jardim do Éden. , considerado a marca inicial da história da civilização, onde a humanidade se originou com a criação do homem adâmico. Em nenhum outro livro registra-se sobre este fato a não ser a Bíblia. Ali, Adão foi criado e viveu neste jardim preparado para sua habitação junto a Eva, sua mulher.
Para muitos continua sendo uma ficção, agora segundo arqueólogos pode ser provada, confira no post abaixa.
Um pastor curdo, andando sozinho no deserto em 1994 fez o que pode ser a maior descoberta arqueológica de todos os tempos. Uma descoberta que pode revolucionar a história das religiões e desvendar a verdade sobre as histórias bíblicas do Jardim do Éden.







Andando com seu rebanho em uma tarde de verão ele encontrou duas pedras com um formato estranho. Voltando a aldeia resolveu contar sobre seu achado. Afinal as pedras poderiam ser algo importante.
Poucas semanas depois a notícia da descoberta do pastor de ovelhas chegou ao conhecimento dos curadores do museu da cidade de Sanliurfa que entrou em contato com o German Archaeological Institute em Istanbul e, no final de 1994 o arqueólogo alemão Klaus Schmidt chegou ao sítio de Gobekli Tepe. O que o Sr. Schimdt encontrou pode mudar a história da humanidade.

Em um momento de rara concordância, arqueólogos de todo o mundo concordam com a importância do sitio de Gobekli Tepe. E deixa a grande maioria deles estupefatos e excitados. Uma descoberta digna dos filmes de Indiana Jones, só que na vida real, documentada e registrada.

O que o pastor de ovelhas encontrou foi a parte superior de dois monólitos em forma de T as primeiras de um sítio muito maior composto de monumentos, paredes e colunas de pedras, cobertas de entalhes de animais: Javalis, patos, serpentes, leões.
Os entalhes apresentam algumas figuras que parecem humanas, com os braços estilizados e, funcionalmente, todo o conjunto parece ser um templo ou um lugar para rituais.
Para datação, foram escavadas 45 destas “pedras” que estão organizadas em círculos, mas medições geomagnéticas indicam que existem algumas centenas de outras pedras esperando para ser escavadas.

Até agora é isso. Gobekli Tepe poderia entrar para a história como sendo o Stonehenge turco não fossem alguns fatores que tornam esse sitio único, chegando ao limite do fantástico e extraordinário.

O primeiro detalhe surgiu da datação por carbono. As pedras têm entre 12000 e 13000 anos. Ou seja, foram construídas 10.000 anos antes de Cristo. Para comparação, as pedras de Stonehenge foram levantadas 3000 anos antes de Cristo e as pirâmides de Gizé são datadas de 2500 anos antes de Cristo. Colocando o sitio de Gobekli Tepe como o mais antigo achado arqueológico da história, batendo os concorrentes com vantagem astronômica.

295bq5lAs pedras são anteriores a idade do bronze, a escrita, a cerâmica. São anteriores a tudo que conhecemos e como diabos os homens das cavernas fizeram tal obra?





O Sr. Schimdt especula que, durante décadas, grupos de caçadores ocuparam o lugar durante a construção, vivendo em tendas e caçando e comendo. Pontas de flechas encontradas no local suportam essa versão e confirmam a datação dos monumentos.
Por si só, a revelação que caçadores pré-tudo, tiveram a capacidade de construir um monumento como o encontrado em Gobekli Tepe, muda toda a concepção histórica que temos da evolução humana. Dotando os homens deste período de uma sofisticação inimaginável até agora. Quase como se os Deuses tivessem descido dos céus para construir Gobekli Tepe por conta própria.


É aqui que entra a conexão bíblica.
O Sr. Schimdt acredita que Gobekli Tepe seja um templo do que conhecemos hoje como o Jardim do Éden. Para entender como um cientista chega a uma conclusão destas precisamos entender que, para muitos de nós, o Jardim do Éden não passa de uma lenda ou uma metáfora da pureza da humanidade no começo dos tempos.





Para os estudiosos a história contém uma função didática e pode ter sido uma forma de registrar os traumas sofridos quando fomos forçados a deixar a caçada pela agricultura. Como está descrito na bíblia, logo no primeiro livro, de forma poética.
Sabemos que a mudança foi traumática por que fósseis da época mostram que os efeitos dessa mudança. As pessoas cresciam menos e menos saudáveis enquanto seus corpos se adaptavam a nova dieta e aos rigores da agricultura primitiva. Certamente essa mudança não foi realizada por vontade própria. Alguns historiadores acreditam na extinção de animais ou em fatores climáticos capazes de forçar essa mudança.
O Sr. Schimdt acredita em outra possibilidade.

“Para criar este templo, os caçadores devem ter se reunido aqui em grande número. E, uma vez que a obra estava concluída, devem ter se congregado em adoração. Neste momento eles devem ter percebido que seria impossível alimentar tanta gente com caçadas e coleta… então eu acredito que a religião tenha motivado a agricultura.”

Para suportar essa versão está a certeza histórica de que, a mudança para a agricultura ocorreu nesta mesma região. O que não sabemos ainda é o que motivou essa mudança. Os primeiros porcos e ovelhas domesticados são de uma região a cem quilômetros de Gobkli Tepe. O trigo que comemos hoje descende do trigo plantado nas colinas de Gobekli Tepe a milhares de anos e cereais como o arros e a aveia também podem ter sua origem traçada até essa região do mundo.








Isso não é tudo. Além de mudarem para uma forma mais trabalhosa de vida esses primeiros fazendeiros tiveram que enfrentar um desastre ecológico. O estudo do solo da região deserta que temos hoje indica que há 10.000 anos essa região foi um verdadeiro “paraíso” na Terra. Uma região cortada por rios, planícies, montanhas e vales verdejantes. A agricultura destruiu tudo isso, talvez no primeiro desastre ecológico da história.

Há medida que campos eram plantados e árvores derrubadas o micro clima da região mudou, a terra foi exposta a erosão e a terra da fartura tornou-se a terra do suor e trabalho árduo.
Por certo, alguns vão dizer que essas teorias não passam de pura especulação, por mais evidência histórica que as comprovem.







A Bíblia nos diz que o Éden estava entre 4 rios incluindo o Tigre e o Eufrates. GobeKli Tepe está entre o Tigre e o Eufrates. Um texto assírio antigo coloca Beth Eden (a casa do Éden) a 100 km de onde está Gobekli Tepe. Um outro livro do antigo testamento diz que as crianças do Eden estavam em Thelasar, uma cidade síria próxima a Gobekli Tepe. A própria palavra Eden tem origem na palavra suméria para planície e Gobekli Tepe se encontra na planície de Harran.

Quando colocamos tudo isso junto com as recentes descobertas históricas e o suporte de descobertas anteriores ficamos claramente tentados a colocar o Eden em Gobekli Tepe. Se assim for, parece que a coisa acabou mal. Foram encontrados esqueletos (Crânios) adultos no que pode ter sido os primeiro rituais de sacrifício humano da história.

Há, mais ou menos, 8000 anos os habitantes da região enterram todas as construções de Gobekli Tepe em toneladas de areia, criando as colinas artificiais onde o pastor de ovelhas costuma levar seu rebanho para pastar.

Adaptado de nakelelugar.com e http://pt.shvoong.com








---------------------------
Fonte:

http://www.textosagrado.com.br/gobeklitepe.html


GOBEKLI TEPE SERÁ O JARDIM DO ÉDEN?

Gobekli Tepe (Monte com Barriga ou Monte com Umbigo em turco) é o topo de uma colina onde foi encontrado um santuário, no ponto mais alto de um encadeamento montanhoso que forma a porção mais a sudeste dos montes Tauro, a aproximadamente 15km a nordeste de Sanliurfa (Urfa) no sudeste da Turquia. O tel tem 15 metros de altura por 300 de diâmetro.

gobekli tepe

Acima a localização de Gobekli Tepe.

Para o velho pastor curdo, era apenas mais um dia escaldante na planície do leste da Turquia. Após conduzir o seu rebanho ao longo das encostas áridas. Os sinos de suas ovelhas tilintou na quietude. Então ele viu alguma coisa. Agachado, ele limpou o pó do chão, e expôs uma estranha pedra grande.

O homem olhou para a esquerda e direita: havia retângulos de pedras semelhantes, saindo das areias. Com essa descoberta o pastor resolveu informar a alguém de seus achados ao voltar para a aldeia. Talvez as pedras fossem importantes.

Elas certamente eram importantes. O homem solitário curdo, em um dia do verão de 1994, tinha feito a maior descoberta arqueológica dos últimos 50 anos. Outros diriam que ele tinha feito a maior descoberta arqueológica de sempre: um sítio que tem revolucionado a maneira como olhamos para a história da humanidade, a origem da religião - e talvez até mesmo a verdade por trás do Jardim do Éden.

gobekli tepe

gobekli tepe

O sítio tem sido descrito como "extraordinário" e "o mais importante" sítio do mundo.

Poucas semanas depois de sua descoberta, a notícia do pastor chegou aos curadores de museus alcançando a antiga cidade de Sanliurfa, dez milhas a sudoeste das pedras.

Eles entraram em contato com o Instituto Arqueológico Alemão em Istambul. E assim, no final de 1994, o arqueólogo Klaus Schmidt chegou ao sítio de Gobekli Tepe para iniciar suas escavações.

Como ele diz: "Logo que eu cheguei lá e vi as pedras, eu sabia que se eu não fosse embora logo que eu estaria aqui para o resto da minha vida."

Schmidt permaneceu. E o que ele "descobriu" é surpreendente. Os arqueólogos do mundo inteiro estão de acordo em relação a importância do local. "Gobekli Tepe muda tudo", diz Ian Hodder, na Universidade de Stanford.

David Lewis-Williams, professor de arqueologia na Universidade de Witwaterstand, em Joanesburgo, afirma: "Gobekli Tepe é o mais importante sítio arqueológico do mundo."

Alguns vão mais longe e dizem que o local e as suas implicações são incríveis. Como o professor da Universidade de Reading Steve Mithen diz: "Gobekli Tepe é muito extraordinário para a minha mente entender."

Então o que é que tem fortalecido e surpreendeu o mundo sóbrio da academia?

O sítio de Gobekli Tepe é bastante simples de descrever. As longas pedras, desenterradas pelo pastor, tem seu topo em forma de T megálitos. Imagine as versões inglesas de Stonehenge ou Avebury esculpidas.

A mairoria destes menires são inscritos com imagens "estranhas e delicadas" - principalmente de porcos e patos, serpentes sinuosas são outras figuras comuns. Alguns dos megálitos mostram lagostas ou leões.

As pedras parecem representar formas humanas - alguns têm estilizada "braços", que estaelece os lados do ângulo. Funcionalmente, o sítio parece ser um templo ou local ritual, como os círculos de pedra da Europa Ocidental.

gobekli tepe

Megálito com imagem em alto relevo.

gobekli tepe

Megálito com imagem em alto relevo.

Até o momento 45 pedras já foram desenterradas, elas estão dispostas em círculos de cinco a dez metros de diâmetro, mas há indícios de que muito mais está por vir, pesquisas geomagnéticas indicam que existem ainda centenas de pedras esperando para serem escavadas.

Tão longe, tão notável. Se Gobekli Tepe fosse simplesmente isso, já seria um local deslumbrante - um Stonehenge turco. Mas vários fatores cruciais elevam Gobekli Tepe da estratosfera arqueológica a um reino fantástico.

gobekli tepe

O Jardim do Éden ganha vida: É Gobekli Tepe onde a história começou?

O primeiro é a sua idade incrível. A datação por carbono mostra que o complexo é de pelo menos 12000 anos, talvez até 13000 anos de idade.

Isso significa que ele foi construído por volta de 10.000 a.C. Em comparação, Stonehenge foi construído em 3000 a.C. e as pirâmides de Gizé em 2500 a.C.

Gobekli é assim o mais antigo sítio do gênero no mundo, por uma margem de entorpecimento da mente. É tão antigo que antecede ao que sabemos da história humana. Trata-se de cerâmica pré-escrita, tudo pré-estabelecido. Gobekli vem de uma parte da história humana, que é inimaginavelmente distante, de volta em nosso passado de caçadores.

Como os "homens das cavernas" construíram algo tão ambicioso? Schmidt especula que os grupos de caçadores se reuniam esporadicamente no local, ao longo de décadas de construção, eles viviam em tendas de pele de animais, local de busca pelo alimento.

As pontas de flechas de sílex encontradas em torno de Gobekli apóia esta tese, mas também apóia a paixão do sítio.

Essa revelação, que como caçadores-coletores poderiam ter construído algo como Gobekli, é mundialmente mudada, pois mostra que a vida de caçadores de idade, na região da Turquia, foi muito mais avançadas do que nós jamais concebemos - quase inacreditavelmente sofisticados.

gobekli tepe

O pastor que descobriu Gobekli Tepe tem "tudo diferente", disse um acadêmico

É como se os deuses tivessem descido do céu e construído Gobekli para si próprios.

Isto é onde nós vemos a conexão bíblica, e meu envolvimento na história de Gobekli Tepe.

Cerca de três anos atrás, intrigado com os poucos primeiros detalhes do sítio, eu voei para fora de Gobekli. Foi muito desgastante, uma viagem longa, mas valeu a pena, pelo menos não como ela viria a fornecer o pano de fundo para um novo romance que eu escrevi.

Naquela época, no dia em que cheguei na escavação, os arqueólogos estavam descobrindo obras fascinantes. Como estas esculturas foram reveladas, percebi que estava entre as primeiras pessoas a vê-las desde o final da Era do Gelo.

E foi aí que surgiu uma revelação fantástica. Entre os copos de chá preto, servidos em barracas ao lado de megálitos, Klaus Schmidt disse-me: "Gobekli Tepe não é o Jardim do Éden: é um templo do Éden."

Para entender como um acadêmico respeitado como Schimidt pode fazer tal afirmação estonteante, você precisa saber que muitos estudiosos vêem a história do Éden como memória popular, ou alegoria.

Visto dessa forma, a história do Éden, em Gênesis, nos fala de um passado da humanidade de caçadores e agricultores desocupados, quando poderiam colher os frutos das árvores, pescar os peixes dos rios e passar o resto do dia em prazer.

Mas, então, "caiu" para a vida dura da lavoura, com o seu incessante trabalho e rotina diária. E nós sabemos que a agricultura primitiva era áspera, em comparação com a indolência relativa da caça, pela evidência arqueológica.

gobekli tepe

Até o momento, os arqueólogos escavaram 45 pedras das ruínas em Gobekli.

Quando as pessoas fazem a transição de caçador de coleta para a agricultura estabelecida, por esqueletos com sua mudança - que temporariamente se tornam menores e menos saudáveis como o corpo humano se adapta a uma dieta pobre em proteína e um estilo de vida mais cansativo. Da mesma forma, os animais domésticos recém obtiveram "desnutrição".

Isto implica outra questão, por que adotar totalmente a agricultura? Muitas teorias tem sido sugeridas - da competição tribal, às pressões da população, para a extinção de espécies animais selvagens. Mas Schmidt acredita que o templo de Gobekli revela uma outra possível causa.

"Para construir um lugar como este, os caçadores deveriam se unir em grande quantidade. Depois que eles terminavam de construir, provavelmente se reuniam para o culto. Então eles achariam que não podiam alimentar tantas pessoas com a caça e a coleta regular.

Então eu acho que eles começaram a cultivar as ervas selvagens nas montanhas. A religião motivou as pessoas a enveredar pela agricultura."

A razão pela qual tais teorias têm um peso especial é que o movimento para a agricultura aconteceu pela primeira vez nesta mesma região. Estas planícies da Anatólia foram o berço da agricultura.

A primeira domesticação foi de suínos em Cayonu, a apenas 90 quilômetros de distância. Ovinos, bovinos e caprinos também foram domesticados pela primeira vez no leste da Turquia, as espécies de trigo no mundo descendem do trigo einkorn - cultivado pela primeira vez nas colinas perto de Gobekli. Outros cereais domésticos - tais como centeio e aveia - também começaram aqui.

gobekli tepe

As pedras desenterradas pelo pastor acabou por ser o topo dos megálitos em forma de T

Mas havia um problema para esses primeiros fazendeiros, e não era justo que tivessem adotado uma postura mais dura,1 em última análise, mais produtiva, estilo de vida. Eles também conheceram uma crise ecológica. Hoje em dia a paisagem árida e estéril das pedras circundantes de Gobekli assustam, mas não foi sempre assim. Como as inscrições e imagens nas pedras - e, como vestígios arqueológicos revelam - esta era uma rica região pastoril.

Havia rebanhos, rios de peixes, e bandos de aves selvagens; verdejantes campinas eram cercadas por bosques e pomares. Cerca de 10000 anos atrás, o deserto curdo era um "lugar paradisíaco", como diz Schmidt. Então, o que destruiu o meio ambiente? A resposta é o homem.

Quando começaram com a agricultura, mudou a paisagem e o clima. Quando as árvores foram derrubadas, o solo lixiviado, todo o arar e colher deixou a terra erodida e nua. O que antes era um oásis agradável se tornou uma terra de stress, fadiga e retornos decrescentes.

E assim, o paraíso foi perdido. Adão, o caçador foi forçado a sair do seu glorioso Éden, "para lavrar a terra de onde ele foi tirado"2 - como diz a Bíblia.

Naturalmente essas teorias podem ser descartadas como especulações. No entanto, há uma abundância de evidências históricas que mostram que os escritores da Bíblia, quando se fala do Éden, estavam de fato descrevendo este canto de curdos da Turquia.

gobekli tepe

O arqueólogo Klaus Schmidt posa ao lado de algumas das esculturas em Gobekli

No livro do Gênesis, é indicado que o Éden está a oeste da Assíria. Com certeza, este é o lugar onde está situado Gobekli.

Da mesma forma, o Éden bíblico está entre quatro rios, incluindo os rios Tigre e Eufrates3. E Gobekli situa-se entre ambos.

Nos antigos textos assírios, há menção de um "Beth Eden" - uma casa do Éden. Este reino menor foi a 80 quilômetros de Gobekli Tepe.

Outro livro do Antigo Testamento fala dos "filhos de Éden, que estavam em Telassar",4" uma cidade no norte da Síria, perto de Gobekli Tepe.

"Éden, a palavra vem do sumério para "planície""; Gobekli fica na planície de Harran.

Assim, quando você juntar tudo, a evidência é convincente. Gobekli Tepe é, na verdade, um "templo do Éden", construído pelos nossos antepassados e afortunados "desocupados" - pessoas que tinham tempo para cultivar a arte, arquitetura e complexo ritual, antes dos traumas da agricultura arruinar suas vidas e devastar seu paraíso.

É uma idéia sedutora e deslumbrante. No entanto, tem um epílogo sinistro. Como a perda do paraíso parece ter sido um efeito estranho e escurecedor da mente humana.

gobekli tepe

Muitas das pedras que estão de pé de Gobekli, estão com inscrições "bizarras" e delicadas imagens, como este réptil

Alguns anos atrás, os arqueólogos desenterraram próximo a Cayonu uma horda de crânios humanos. Eles foram encontrados em um altar, em forma de laje, manchado com sangue humano.

Ninguém sabe ao certo, mas esta pode ser a mais antiga evidência de sacrifício humano: um dos mais inexplicáveis fatores do comportamento humano e que só pode ter "evoluído" em face ao terrível estresse social.

Os especialistas podem argumentar sobre as provas em Cayonu. Mas o que ninguém nega é que o sacrifício humano ocorreu nesta região, espalhando-se para a Palestina, Canaã e Israel.

Evidências arqueológicas sugerem que as vítimas foram mortas em fossas enormes, as crianças foram enterradas vivas em vaos e outras assadas em bacias de bronze.

Estes são atos quase imcompreensíveis, a menos que você compreenda que o povo havia aprendido a "temer" os seus deuses, tendo sido "expulsos"5 do paraíso. Então, eles procuraram propiciar céus agitados.

Essa selvageria pode, de fato, ser a chave final do desconcertante mistério. As pedras surpreendente e os frisos de Gobekli Tepe são mantidos intactos por um estranho motivo.

Há muito tempo atrás, o sítio foi deliberada e sistematicamente enterrado em um trabalho tão notável como as esculturas de pedra.

gobekli tepe

As pedras de Gobekli Tepe estão tantando falar conosco através dos séculos - um aviso que devemos prestar atenção

Cerca de 8000 a.C., os criadores de Gobekli ligados a sua realização sepultaram o seu glorioso templo em milhares de toneladas de terra,6 criando os montes artificiais em que o pastor curdo andou em 1994.

Ninguém sabe por que Gobekli foi enterrado. Talvez tenha sido enterrado como uma espécie de penitência: um sacrifício aos deuses zangados, que tinha lançado os caçadores fora do paraíso7. Talvez por vergonha da violância e derramamento de sangue que a pedra tinha adoração ajudou a provocar.

Seja qual for a resposta, os paralelos com nossa própria era e ainda são desanimadores. Ao contemplarmos uma nova era de turbulãncia ecológica, talvez o sombrio e silencioso 12000 anos de pedras de gobekli Tepe estão tentando falar conosco, para nos alertar, como eles mostram, o primeiro Éden nós destruímos.

1 Mudança da caça para a dureza da agricultura.

2 Gênesis 3:23

3 Gênesis 2:10-15 E saía um rio do Éden para regar o jardim; e dali se dividia e se tornava em quatro braços. O nome do primeiro é Pisom; este é o que rodeia toda a terra de Havilá, onde há ouro. E o ouro dessa terra é bom; ali há o bdélio, e a pedra sardônica. E o nome do segundo rio é Giom; este é o que rodeia toda a terra de Cuxe. E o nome do terceiro rio é Tigre; este é o que vai para o lado oriental da Assíria; e o quarto rio é o Eufrates. E tomou o SENHOR Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.

4 2 Reis 19:12 e Isaías 37:12

5 "Expulsos" por seu erro, Gênesis 2:16,17 e 3:6 E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás. E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.

6 Não teria sido o dilúvio (2800 a.C.) a grande façanha, ou melhor, o grande trabalho de aterramento de Gobekli Tepe.

7 Porém no paraíso (Éden) não haviam caçadores, mas um lavrador desde o início. Gênesis 2:15 E tomou o SENHOR Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.

Fonte:http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-1157784/Do-mysterious-stones-mark-site-Garden-Eden.html
Rafael H. G. Botelho

Um comentário:

  1. Pode ter sido a mais antiga descoberta histórica,porem o homem só veio a caçar logo apos o diluvio dos dias de noé.E sacrifícios humanos ocorreram muito tempo depois no relato biblico.

    ResponderExcluir